quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Juíza pede Exoneração para Continuar como Analista Judiciário

Posse dos juízes substitutos do último concurso do TJMG

Uma das aprovadas para o cargo de Juiz Substituto do TJMG pediu exoneração para continuar como analista judiciário. Sim, vocês leram isso (clique no link ao final para ler a notícia).

Soube deste caso por um dos aprovados, amigo meu. E sem desrespeitar a escolha da colega (muito pelo contrário!), fica aí o alerta para todos. Sim, porque tem muita gente que faz concurso para juiz e só lembra de status (não digo que este seja o caso em questão, frise-se), esquecendo-se que a atividade judicante, pelos depoimentos que ouço, é um caminho solitário e estafante.

Vocação não é balela. Sinceramente, a decisão da juíza/analista pode soar estranha a princípio mas é extremamente coerente, porque, dificilmente, ela não fez uma profunda análise de prós e contras antes de tomá-la.

Leia a notícia clicando aqui

2 comentários:

  1. Vocação ?!?!?! Isso é papo furado ! Vocação = necessidade. Digo, porque a maioria se pudesse sairia da carreira nos primeiros meses. Explico, ninguém merece ir para um interior de merda em MG, sem estrutura, e ainda por cima com o TJ e o CNJ cobrando todo tipo de maluquice. Enfim, tem que ter estômago e precisar muito da $.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vocação é papo furado? Você definitivamente não sabe do que está falando...

      Excluir

• Vídeos, dicas de estudo, materiais gratuitos e muito mais. Grupos de estudo e muita informação sobre concursos das carreiras jurídicas. Acesse o Blog do MOCAM e cadastre-se no Fórum do MOCAM.

• Discordar é saudável. Mas comentários ofensivos não serão publicados.

• Publicidade não será permitida.

• Não serão publicados comentários contendo emails, números de telefones, endereços ou outros dados pessoais.

Veja Também no Blog do MOCAM