terça-feira, 21 de setembro de 2010

Fé em Deus e pé na tábua (por Dr. Spe Salvi)

O nosso amigo "Dr. Spe Salvi", do Fórum do CorreioWeb, fez uma versão ampliada para o "Blog do MOCAM", de uma postagem sua que rendeu muitos comentários por lá. 

Vale a pena dar uma lida, mas com os olhos e coração abertos, especialmente se você, como eu, já é casado e tem filhos, mas nem por isso esmoreceu nessa batalha dos concursos. 

Com a palavra, Dr. Spe Salvi:


Há uns doze anos quando comecei a fazer concursos, ainda para nível médio e na faculdade, meu pai me deu um lema ao qual não dei nenhuma importância: Fé em Deus e pé na tábua.
Hoje depois de tantos anos, muitas reprovações e algumas aprovações, vejo com clareza que o concurso público é como uma estrada, dessas em que trafegam caminhões e carro de passeio.
Ante minhas peculiaridades, imagino que sou como um caminhão carregado: vida de casado, filho, família, amigos, trabalho que toma muito tempo, necessidade de exercícios físicos pela saúde e a vontade de passar num concurso melhor. Outros são como carros de passeio modernos, leves e rápidos, com motores excelentes, poucos compromissos.

Não que estar carregado seja ruim, mesmo porque aprendi com o tempo a carregar o que realmente importa e como isso faz toda diferença.

Enfim, saímos todos juntos rumo ao mesmo destino: a aprovação.

Os carros de alta performance chegarão inevitavelmente antes à meta: mais rápido e com mais economia de combustível.

Eu tenho consciência que sou um caminhão carregado.Tenho que ir no meu ritmo. Seguir em frente. Planejando as paradas e não podendo me dar ao luxo de parar nos pontos turísticos à beira do caminho, gastar muito tempo nas borracharias ou nas trocas de óleo.

Vejo algumas pessoas pararem no meio do caminho. Uns não desistiram. Mudaram de rota e descobriram o seu “porto seguro”, o “sonho realizado”, e ali são felizes. Outros, realmente arriaram com a carga, simplesmente desistiram de seguir. Não os culpo, não é muito cômoda essa viajem.

Muitas vezes, reencontro lá num pedágio ou num posto, um dos carros que saíram junto comigo. Logo eles voltam à pista e me passam. Seguem em frente.

Mas tenho que manter meu ritmo.

Não estamos numa corrida. Os outros carros não são meus competidores. Se eu acelerar muito posso ter problemas nas rodas, nos eixos ou perder a carga - metáfora para perder a saúde física, mental ou a família, que enfim o que realmente importa.

Tenho que ter paciência, manter meu ritmo constante. Com isso, perseverando, sem invejar a velocidade dos outros carros - mas admirá-los carinhosamente - ciente do limite do meu tacógrafo, chegar ao destino, mais dia menos dia.

Enfim, é preciso manter a fé em Deus e o pé na tábua.


Muito obrigado "Dr. Spe Salvi". Acertadas palavras.

E aproveitando essa inspiração "automobilística", vale a pena lembrar: Se você acha que concursos é uma corrida, nunca imagine que a sua preparação é uma corrida de arrancada, mas sim um rally de regularidade. Do contrário, pode ser que te falte combustível logo na primeira ladeira.
 
Um grande abraço a todos,

MOCAM

17 comentários:

  1. Parabéns pelo blog, tem sido de muita ajuda! Texto incrível do colega!

    ResponderExcluir
  2. Num ponto preciso corrigir, invejar a velocidade dos outros carros e ter a consciência que sou um caminhão, não, uma caminhonete carregada.
    Obrigada pelo Blog MOCAM!

    ResponderExcluir
  3. A idéia de raly de regularidade foi excelente!
    Lembrou-me o romance em cadeia do Dworkin, risos.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Eu vou na estrada num FiaT 147...um dia eu chego lá (aprovação).

    ResponderExcluir
  5. Dr. Spe Salvi!!!!
    Adorei o seu texto. Eu estou bem carregada digamos assim. Cuidando de uma filha sozinha, com pais idosos, mas graças a Deus com saúde. Trabalhando para o sustento da minha familia monoparental.Com estudos a passos de tartaruga, como digo sempre, mas adquirindo conhecimentos.
    Realmente as vezes bate um desanimo, ainda mais quando nunca conseguimos o sucesso de passar pela 1 fase. Mas de agora em diante vou lembrar sempre do lema "Fe em Deus e pé a tábua"...
    Abraços
    Aninha

    ResponderExcluir
  6. Excelente texto, Dr. Spe Salvi! A comparação é perfeita e traduz bem a trajetória de um concursando. Parabéns pelo texto!

    Abraço,
    Leonardo Sardinha
    (17/05/1977)

    ResponderExcluir
  7. E quem não crê em Deus, será que não passa? hahahaha

    ResponderExcluir
  8. Texto muito bacana... Vamos seguir em frente que qualquer hora chegaremos lá... Acreditar é preciso!

    ResponderExcluir
  9. Ótimo texto! E que sirva de incentivo a todos nós. É preciso acreditar!!! Abraço a todos.

    ResponderExcluir
  10. Ane: Ter Fé em Deus pode não ser requisito - para alguns - mas ajuda muito e em nada atrapalha! risos

    Obrigado aos que gostaram!

    Esperança Sempre!

    ResponderExcluir
  11. Dr. Spe Salvi numa manhã desanimada a beira de prestar mais uma prova e encontrei seu texto, li, refleti e como tudo que é de Deus suas palavras me encheram o coração

    Me fez lembrar que na Biblia, Paulo diz que a persistência nos traz experiência para que possamos receber as bençãos e a vitória.

    Pensando nisso, pude concluir que as dificuldades valoram a nossa realização. Se desistimos....jamais poderemos usufruir do sabor da vitória!!

    Sendo assim...PERSISTÊNCIA é a chave para abrirmos a porta dos nossos sonhos!!! Obrigada pelas palavras!!

    MOCAM sempre sigo seu blog e simplesmente acho fantástica a sua atitude altruísta.

    Abraços a todos e persistindo rumo a vitória!!!
    Renata

    ResponderExcluir
  12. Texto incrível!!! Parabéns ao Dr. Spe Salvi!!! Obrigada Mocam!!!

    Uma ótima semana de estudos a todos, cada um em seu ritmo, para que não paremos pelo meio do caminho!!!

    Ass.: Vouconseguirpb

    ResponderExcluir
  13. Excelente texto...às vezes mais pareço uma carroça entulhada de coisas...e ainda, tenho a idade (41 anos) que conta a desfavor...ando cansada...mas já ouvi dizer que mts tribunais tem mudado o entendimento, e estão aceitando em seus quadros juízes mais experientes...em RO passou um com 43 anos no último concurso. Ah quanto ao concurso...já trabalhei no TJ/RO e fiquei sabendo de fonte segura que o TJ já está inclusive organizando o curso (procurando professores) que será ministrado aos novos juízes substitutos, e ainda, que a necessidade de juízes é de urgência, pois os substitutos que existiam titularizaram todos. Sucesso e abraços a todos.. Ah Mocam vc vai para RO?

    ResponderExcluir
  14. Não sei se aqui é o local correto, mas já que estamos falando da "estrada", o que vcs pensam sobre o curso do Praetorium o premium...estou assistindo algumas aulas, e ainda estou em dúvida entre o praetorium e o FMB. Ajudem-me.

    ResponderExcluir
  15. Vi no correio web que deixaram uma notícia que o concurso RO foi cancelado, entrei em contato por telefone e por msn com pessoas do TJ/RO e eles afirmaram categoricamente que essa notícia é falsa.

    ResponderExcluir
  16. Sobre o Praetorium premium, nada posso falar, pois não o conheço. Fui aluno do Praetorium do tempo em que não havia Sat e os professores viajavam para dar aulas...

    Sobre o FMB digo que o curso é muito bom. Mas não vá esperando piada e gracinha de professor que não tem isso não. O curso é completíssimo. Às vezes chega a pecar pelo excesso de aprofundamento em pontos, a meu ver, pouco úteis. Mas vale a pena. O preço está na média de mercado. Mas será necessário um senso de disciplina enorme, por ser um curso feito sozinho, onde vc coordena o seu tempo.

    Mas como estudar para concurso não é brincadeira de menino, pode enfiar a cara nos pacotinhos de DVD's sem dó nem piedade!

    Espero ter sido útil.

    Um grande abraço,

    MOCAM

    ResponderExcluir
  17. Anônimo, não irei fazer TJRO. Mas uma hora a gente encontra nessa MagistraTur da vida!

    Abraços e muito obrigado pela visita e pelas palavras de carinho.

    MOCAM

    ResponderExcluir

• Vídeos, dicas de estudo, materiais gratuitos e muito mais. Grupos de estudo e muita informação sobre concursos das carreiras jurídicas. Acesse o Blog do MOCAM e cadastre-se no Fórum do MOCAM.

• Discordar é saudável. Mas comentários ofensivos não serão publicados.

• Publicidade não será permitida.

• Não serão publicados comentários contendo emails, números de telefones, endereços ou outros dados pessoais.

Veja Também no Blog do MOCAM