segunda-feira, 23 de agosto de 2010

GALERIA DOS VENCEDORES: O relato de Leonardo Sardinha

O grande Leonardo Lopes Sardinha, vulgo "LeoSardinha" do ForumCW, gentilmente, aceitou o convite e escreveu o seu relato de aprovação, com os caminhos que o levaram à magistratura paulista. É com muita felicidade que inaguro a "GALERIA DOS VENCEDORES".

Leiam, releiam e aprendam com quem, de fato, passou. Muito obrigado Leo Sardinha, por contribuir com a sua experiência. Nossa estrada ganha um norte de esperança, sem dúvidas.

MOCAM

Com a palavra, Dr. Leonardo Sardinha:


Olá, pessoal! 

Antes de me apresentar, quero agradecer ao criador do blog, MOCAM, pelo convite e a oportunidade de escrever nesse espaço. Conheço as agruras de um concurseiro, de modo que me solidarizo com todos.

Meu nome é Leonardo, tenho 33 anos, e sou Juiz Substituto no Estado de São Paulo. Fui aprovado no 181º concurso e tenho pouco mais de um ano de carreira.

Irei contar, em breves palavras, o caminho que percorri até ingressar na carreira da Magistratura.

Graduei-me no início de 2000, e tinha apenas 22 anos. Não sabia exatamente qual caminho a seguir na carreira jurídica. Entre os anos de 2000 e 2001 trabalhei como advogado no departamento jurídico de um banco e de uma empresa. Todavia, não estava satisfeito com o rumo da minha carreira, mesmo tendo apenas dois anos de formado.

Foi, então, que em 2002 resolvi parar de trabalhar para me dedicar somente aos estudos. Sou de uma família de classe média e um privilegiado por ter tido a retaguarda (leia-se paitrocínio, rs) dos meus pais.

Surgida a oportunidade, agarrei-a com unhas e dentes, isto é, procurei dar o melhor de mim e aproveitar a chance de somente estudar. 

Sendo assim, a partir do ano 2002, estabeleci uma rotina de estudos e dei início à árdua caminhada rumo à aprovação em concurso público. 

Nunca frequentei os famosos cursinhos preparatórios satelitários (Damásio, LFG, Marcato, FMB). Como sou muito disciplinado, estudava sozinho, em casa mesmo. Ao invés de pagar um bom curso preparatório, preferia investir em livros. Estudava de manhã, de tarde e um pouco à noite.

Após incontáveis reprovações, em 2007 estava nas provas de tribuna e oral do Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul e São Paulo, respectivamente. Lembro que nessa época, minha expectativa quanto à aprovação nesses dois certames estava nas nuvens. No concurso do MPMS, por exemplo, poucos foram os aprovados na segunda fase, de modo que havia menos candidatos que vagas. 

Acreditava piamente que seria aprovado em ambos os certames. Entretanto, contrariando minha expectativa, fui o único reprovado na prova de tribuna do MPMS e logo em seguida fui novamente reprovado na prova oral do MPSP.

É nessas horas que o interessado em conquistar uma vaga no serviço público deve ter equilíbrio emocional para superar os resultados negativos e continuar a caminhada, a fim de não perder o conhecimento adquirido e construído durante anos. 

É cair sete vezes e levantar oito! Foi o que fiz. Tratei de juntar os cacos e retomar os estudos. Fiz isso em poucos dias. Não ia jogar a toalha e perder, até então, cinco anos de estudos. Se eu parasse, ninguém me indenizaria pelo tempo que dediquei ao meu objetivo.

Em 2008 foi publicado o edital do concurso para a magistratura de São Paulo e resolvi prestá-lo. Estava um pouco cansado, descrente, mas mesmo assim resolvi insistir mais uma vez. 

Superei a primeira e a segunda fase do concurso e estava, pela terceira vez, em uma prova oral de concurso público. Sabia exatamente o que fazer e o que não fazer diante de uma banca examinadora, pois já havia sido reprovado em dois exames orais no ano de 2007. É preciso extrair lições inclusive dos resultados negativos, pois são os que mais nos fazem aprender.

E lá fui eu pra São Paulo. Acredito que tive um bom desempenho no exame oral, mas mesmo assim pensava que não seria aprovado por não ser paulista (sou de Goiânia – GO). Qual foi minha surpresa ao saber, em maio de 2009, poucos dias antes do meu aniversário, que fui um dos aprovados no 181º concurso da magistratura do Estado de São Paulo! Fui classificado em 42º lugar, entre quase 100 aprovados, salvo engano. Nesse mesmo ano também fui aprovado para o cargo de Delegado de Polícia do Estado de Goiás.

Como sempre digo, não existe receita infalível para ser aprovado. Cada um deve escolher o seu método de estudo, aquele no qual você se adapta melhor. Eu, por exemplo, como não fazia cursinho, estudava por doutrina, além de, incansavelmente, ler e reler a legislação.

Conseguia render entre oito a dez horas diárias de estudo. Estudava também aos sábados e tirava os domingos para descansar. Como não tinha dinheiro pra nada, meu lazer se resumia a visitar alguns parentes nos domingos. Apesar de só estudar, procurava fazer caminhas/corridas de segunda a sábado, afinal de contas, corpo são, mente sã, rs.

Quem deseja se embrenhar no mundo dos concursos públicos deve, antes de tudo, se organizar: escolher um local confortável para estudar (não tão confortável assim, para não correr o risco de dormir, rs), estabelecer um horário de estudos, e, sobretudo, cumpri-lo fielmente. Eu sei que é difícil, pois os imprevistos acontecem. Entretanto, disciplina é fundamental para se obter a aprovação.

A quantidade de horas, a meu ver, não deve ser preponderante. Deve-se reservar um período para se dedicar aos estudos, criar o hábito de estudar quatro, três, duas horas que seja. O importante é cumprir o horário estabelecido por você.

Recado para aqueles que são casados, trabalham e ainda tem filhos: no meu concurso muitos candidatos aprovados tinham esse perfil. Portanto, nada de desânimo, pessoal!

Por fim, aconselho ter fé em si mesmo. Ter crença em alguma religião também ajuda muito, pessoal. É preciso acreditar que é possível. Como dizia Henry Ford, se você pensa que pode ou se pensa que não pode, de qualquer forma você está certo.

Despeço-me agradecendo, mais uma vez, ao MOCAM pela oportunidade e aproveito para desejar a todos boa sorte. Estou torcendo por vocês!

Que Deus os abençoe em seus sonhos e, principalmente, em suas conquistas.

Abraços,

Leonardo Sardinha

26 comentários:

  1. Lindo relato!
    Parabéns ao colega pela aprovação em umas das magistraturas mais defíceis do país.
    Daqui sete anos, com a permissão do MOCAM, também escreverei meu história aqui!
    Lembrem-se: o esforço total é uma vitória completa.
    Aos estudos.

    ResponderExcluir
  2. Parabens pelo testemunho de caminhada. São esses os exemplos que faz com que nós, concurseiros, possamos seguirmos em frente rumo a sonhada carreira. Obrigada Mocam,vpor abrir esse espaço, e ao Dr. Leonardo, por se disponibilizar a contar sua história.
    Sucesso.

    ResponderExcluir
  3. Ótimo relato para iniciar a Galeria.
    Parabéns ao Leonardo por sua história com final feliz rs e ao Mocam por dividir conosco este espaço.
    Abraços.
    AHO.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo relato e principalmente pela dedicação.

    Que Deus te abençoe neste novo caminho.

    Mocam, ótima idéia a sua. Ler relatos como este nos faz tirar forças para os estudos.

    Abs e ótima semana a todos.

    Bridget

    ResponderExcluir
  5. Mocam, parabéns pela iniciativa!!! Seu blog, volto a falar, é o máximo!

    Ao Dr. Leonardo, agradeço o depoimento. Singelo e inspirador.
    Que trajetória linda, anos de estudos, duas reprovãções em dois examesa orais em um mesmo ano e logo depois a aprovação! Quanta superação!

    Espero também alcançar o que vc alcançou..o TJSP é o meu sonho! E como bem disse, precisamos acreditar e eu acredito cada vez mais! (ainda mais após esse relato).

    Obrigada mais uma vez, Mocam!

    Bons estudos e vamos comn fé!

    JuízaEstadual (Fórum CW)

    ResponderExcluir
  6. Leo Parabéns de novo!!!!
    Depoimento tão bem escrito, dá para sentir todas as emoções!!!
    Que Deus te acompanhe sempre goianinho!!!

    Bel. Lele

    ResponderExcluir
  7. Sonhar é preciso, acreditar imprescindível e batalhar para a concretização é necessário...
    Salvo raríssimas exceções, o caminho é árduo e as derrotas aparecerão para reavaliarmos nossas estratégias e recomeçarmos.
    Triste é aquele que desiste.
    Parabéns pela persistência, Dr. Leonardo.
    Sua vitória foi mais que merecida.

    ResponderExcluir
  8. Maravilhoso seu depoimento Leosardinha, parabéns novamente pela sua conquista, vc fez por merecer! Que Deus o abençõe em sua caminhada na magistratura!

    MOCAM, parabéns pela iniciativa! É muito bom poder ler relatos vitoriosos como este!!!

    Vouconseguirpb (Fórum CW)

    ResponderExcluir
  9. Leozinhoooooooooooooooooooooooo
    Vc merece!
    Continue sendo essa pessoa simples, simpática e sempre disposta a ajudar!
    Grande beijo!
    Narizinho

    ResponderExcluir
  10. Meus olhos estão cheios d'água...

    Estou no grupo dos casados, com filhos e que trabalham, mas que, acima de tudo, acreditam que há um Deus que é por nós e que nos dá a vitória!!

    Parabéns pela conquista, Dr. Leonardo, e sucesso em sua nova caminhada.

    Mocam, me apaixonei à primeira vista por esse blog! Sua idéia foi genial!!

    Abraços! Que Deus nos abençoe!!

    Vitoriosa

    ResponderExcluir
  11. Vitoriosa,

    Eu também sou da "classe" dos casados e com filho. Com certeza venceremos, não tenha dúvida.

    Abraços e obrigado,

    MOCAM

    ResponderExcluir
  12. Parabéns, Leonardo !!!! Parabéns Mocam!!!!

    ResponderExcluir
  13. Esse MM. Dr. Leonardo Sardinha é muito bacana, atencioso e educado viu... parabéns que Deus continue lhe abençoando cada vez mais.

    Abs.

    Vagabanda

    ResponderExcluir
  14. MOCAM, achei o seu espaço hoje e estou gostando muito!
    Recomendo: http://divisaoinformativos.wordpress.com/
    Conhece? Acho muito válido!
    Parabén pela dedicação!
    Sucesso!

    ResponderExcluir
  15. Lindo depoimento!! Parabéns Leonardo e Parabéns Mocam!!

    O blog está cada vez melhor.

    *persis*

    ResponderExcluir
  16. Parabéns Leo Sardinha, ops...Dr. Leo Sardinha!!!!
    Acompanhava seus posts no Correioweb e fiquei feliz quando vi que vc passou. Foi um dos depoimentos mais emocionantes que já li!
    MOCAM, novamente, parabéns pelo blog!

    É isso aí pessoal, aos códigos!

    ResponderExcluir
  17. Mocam e Leonardo Sardinha, muitíssimo obrigada!!!

    ResponderExcluir
  18. MOCAM baniram vc do FórumCW?? Como assim? Está uma comoção no correio web, e tdo mundo indignado.
    Isso é um absurdo.

    ResponderExcluir
  19. Exatamente... E sem direito a defesa. Ou melhor, arrumaram um jeito para me limar. Tô sem entender. Mas minha resposta virá aqui, neste espaço. Só estou deixando minha cabeça esfriar...

    Obrigado pela solidariedade,

    MOCAM

    ResponderExcluir
  20. Mocam, faz bem em se conter, naõ dê a resposta no calor da raiva...essas pequenas coisas não podem nos abalar...Qto a mim só entro no fórum para me inteirar das coisas, e tenho aprendido muito com todos vcs do forum e será uma pena não tê-lo mais lá. Vamos fazer um fórum aqui no seu blog...rsrsr....Abra um item, um texto com conselhos para quem quer ser juiz estadual. Abraços e deixe a raiva "secar"....Ah, já sou seguidora do Blog. RP

    ResponderExcluir
  21. Mocam, ainda sobre o assunto da exclusão do fórum. É que estou revoltada...rs..Outra idéia é vc criar uma comunidade no orkut voltada para concursos da magistratura estadual. E todo pessoal do blog migraria para lá. O que vc acha? Eu que não fazia parte do fórum fiquei revoltada imagine o restante do pessoal. Sei que suas manifestações eram pertinentes. Tem sido mt útil nesta minha caminhada solitária (descobri que não é tão solitária assim...rsrs) ler as dicas e as experiências de todos vcs. Abraços a todos. Sucesso.

    ResponderExcluir
  22. Mocam, estou achando o seu blog o máximo... muito obrigada por estar dedicando o seu tempo para nós... Também sou da turma dos casados e agora sou mãe, o que me deixa um pouco com medo de nunca mais conseguir estudar (é o que todos dizem para mim - vc nunca mais vai fazer as coisas que faziam - parece uma praga) e também bate a insegurança por estar agora com 35 anos .. Sei lá..
    Parabéns Leo Sardinha pela sua vitória ....
    Abraços.
    Ferbrag (CW)

    ResponderExcluir
  23. Nossa me emocionei com seu depoimento,
    vc é exemplo de garra e coragem.
    Sou casada tenho filhas, e minha dificuldade
    de estudar é grande,mas como vc mesmo apontou
    importante é nao desistir e acreditar em si mesmo, e fazer o meu possivel a cada dia.
    Deus te ilume e te abençõe nesta vida de vitoria
    que lhe proporcionou.
    Um braço.
    SACG.

    ResponderExcluir
  24. Parabéns Dr. Leonardo pela sua conquista...

    Em primeiro lugar quero dizer que me identifiquei com sua história, por diversos fatores, dentre os quais na questão de ser privilegiado, ou seja, ser de uma família de classe média, apesar que meus pais não tiveram a oportunidade que tive de estudar em escolas particulares e cursar uma faculdade, mas sei que vou dar muito orgulho para eles, já que em um país em que a "Educação" é tão precária, ter um ensino superior já é uma conquista enorme. Outro fator também é de ser concurseiro, eu estou classificado no último concurso para Técnico Adm. do MPU de 2010, estou cursando o 6º semestre de Direito na FMU (São Paulo) e apenas em 2016, com 29 anos de idade, terei os 3 anos de atividade jurídica, o requisito constitucional da EC. 45/04. Uma coisa que percebo que depois dessa exigência de 3 anos de atividade jurídica e as devidas Resoluções do CNJ e CNMP e o alto nível desses concursos para o Ministério Público e Magistratura, a idade de ingresso está cada vez mais alta, mas sabe acho que um pessoa antes dos 30 anos de idade, não é maduro suficiente para exercer essas relevantes funções constitucionais, salvo raras exceções, até porque percebo na minha faculdade mesmo, muitos jovens que apenas querem o diploma de Direito, não leva a sério os 5 anos da graduação, depois vão ser mais um "Adevogado", (descupa por essa forma de expressão) frustado ganhando pouco, olha peço "data venia" mas conheço alguns nessa situação. Apesar de achar interessante e nobre a função exercida por Vossa Excelência, que é a jurisdicional, me idendifico com a função constitucional do Egrégio Ministério Público, verdadeiro defensor da sociedade e 4º Poder da República, mais especificamente do MPF, na linda e magnífica carreira de Procurador da República. Parabéns mais uma vez, que um dia possamos trabalhar juntos, com um Ministério Público forte, atuante e parceiro do Poder Judiciário, duas instituições de elevado respeito da sociedade brasileira. Para finalizar lembro da imagem da porta de entrada do Ministério Público, muito usada nos discursos de saudação aos novos integrantes da instituição. A imagem diz que a porta de entrada no MP é alta e estreita. "Estreita para que nela não possa entrar qualquer um, mas os melhores em qualidade técnica e saber jurídico (notório saber). E alta para que os que ingressarem na instituição o façam de pé, jamais curvados pelo peso das máculas do caráter humano”. Toda vez que leio esse significado de entrada no Ministério Público, eu choro de emoção por ter como meta na minha vida de um dia na minha posse como membro da referida instituição, poder fazer esse discursso, porque aqueles que ingressam nessas duas nobres instituições, merecem todo honra e glória . Obrigado também ao Blog MOCAM. "Vox populi, vox Dei"

    ResponderExcluir
  25. Pesquisando sobre"concursos" acessei esse blog no dia 09 p.p e gostei muito.
    O relato do Dr.Leonardo é emocionante!
    Foram ditos muitos adjetivos sobre ele, mas vou acrescentar mais um:vocês não fazem idéia do quanto ele é bonito!!!
    Já que ele é de Goiânia/Go, desejo que o Divino Pai Eterno o proteja de agora em diante.
    Quero cumprimentá-lo dizendo: Oi, Dr.Leonardo.Tudo bem?Melhor agora!
    A vida segue, mas não é legal quando não vimos mais as pessoas que admiramos.

    ResponderExcluir

• Vídeos, dicas de estudo, materiais gratuitos e muito mais. Grupos de estudo e muita informação sobre concursos das carreiras jurídicas. Acesse o Blog do MOCAM e cadastre-se no Fórum do MOCAM.

• Discordar é saudável. Mas comentários ofensivos não serão publicados.

• Publicidade não será permitida.

• Não serão publicados comentários contendo emails, números de telefones, endereços ou outros dados pessoais.

Veja Também no Blog do MOCAM